terça-feira, 8 de abril de 2014

Encontros + com os escritores de literatura infantojuvenil José António Franco e João Manuel Ribeiro


         A iniciativa foi promovida pela Rede de Bibliotecas Escolares de Coimbra e visava, principalmente, promover a alfabetização, a leitura, a cultura e a educação.

No dia 17 de março, os eleitos para (re)conhecerem José António Franco foram alguns alunos das turmas 5ºD e 5ºE. Os professores acompanhantes foram a Professora Bibliotecária, Alcina Pires; a professora de Português, Dilma Rasteiro; e o professor Paulo Martins (sempre disponível para colaborar com a Biblioteca Escolar).

   No contacto direto com o escritor, que falou sobre si e a sua obra, os discentes da EB 2,3 de Taveiro musicaram (com a ajuda do professor Paulo Martins) e cantaram poemas de Versos de Respirar, de José António Franco. As propostas foram as seguintes:


Eram sete bruxas
Todas mui velhinhas
Por cima das nuvens
Nas tais vassourinhas

Cabelos ao vento
Todas a cantar
Olarilolé
Vamos aterrar

E aterraram todas
As bruxas velhinhas
Num velho castelo
Com muitas rainhas

vassouras no chão
e a música a tocar
olarilolé
já nem querem voar

Tenho um cavalo verde
Muito pequenino
Quando estrá ao colo
Faz-se bailarino

E que bem ele dança
Que bom dançador
O meu cavalo verde
Muito pequenino

Quando está no colo
Dá-lhe para sonhar
E num bater de asas
Lá vai pelo ar

Lá vai pelo ar
E agarrado a ele
De olhos fechados
Deixo-me levar

E vou correr mundo








  No dia 19 de março, João Manuel Ribeiro encantou, com as suas memórias e as suas palavras sempre tão cativantes, os alunos das turmas 7ºD e 7ºE que participaram no evento. E tal foi o sucesso da interpretação musicada de “Amo-te”, da obra Amo-te – Poemas para Gritar ao Coração, com música do professor Paulo Martins e interpretação de Carolina Lopes (7ºD) que, no final do Encontro, foi pedido uma nova atuação da "nossa estrela" Carolina. A apresentação foi feita pela Mariana Reis (7ºE). Os professores acompanhantes, nesta ida à Casa da Cultura e a esta atividade tão aliciante, foram a Professora Bibliotecária, Alcina Pires; a professora da Equipa da Biblioteca Escolar e de Apoio individualizado a Português, Célia Mafalda Oliveira; e o sempre colaborador professor Paulo Martins.






O poema escolhido foi tecido por João Manuel Ribeiro, com as seguintes palavras:

Contigo aprendi a contra-mão e a deriva
Aprendi a morar feliz em casa alheia
Aprendi a assimetria dos rumos
Aprendi a morrer com prazer e sereno
Aprendi a desaprender

Por ti fiz-me madrugada onde amanhecer
Fiz-me loucura onde te amarras
Fiz-me maravilha com que te delicias
Fiz-me presença onde te demoras
Fiz-me quase nada para te dar tudo
Fiz-me teu só teu sempre teu

Teu amor

Nenhum comentário: